Florais de Bach – Grupo emocional para o sofrimento pelos outros

E hoje chegamos ao fim desta aventura pelos Florais de Bach. Entramos no sétimo e último grupo emocional que trabalha as emoções relativas ao sofrimento pelos outros. E este grupo apresenta 5 essências específicas que são:

  • BEECH (Faia – “Fagus sylvatia”) – Características de pessoas que são demasiado críticas com os outros, com elevada intolerância, irritação e falta de empatia. Aquelas que não aturam os disparates dos outros, com padrões de exigência muito grandes e com dificuldade em compreender o ponto de vista dos outros. Tendem a ser pessoas muito organizadas e querem tudo no lugar, controlam tudo de forma rigorosa. Muito perfecionistas e inflexíveis nos seus pontos de vista. Mais comum em pessoas mais velhas do que em pessoas mais novas.

Efeitos positivos da essência – Permite às pessoas serem mais abertas, tolerantes e interessadas pelos outros, ajudando a criar empatia, compreensão e o desejo de aprender com os demais. Tornam-se mais calorosas, comunicativas e amáveis.

  • CHICORY (Chicória – “Cichorium intybus”) – Encontramos aqui as pessoas possessivas, sufocantes, superprotetoras, maternais. Simplesmente, pessoas que se preocupam demais. São pessoas dominadoras e com dificuldade em dar espaço aos outros para respirar. Como exemplo, temos os pais que incutem aos filhos ideias exageradas que tudo é perigoso e que precisam da proteção deles. Sentem dificuldade em deixar os outros seguir o seu caminho. Querem organizar e gerir a vida dos outros, gostando de ser autoritárias. Crianças que manipulam os irmãos também se enquadram neste tipo.

Efeitos positivos da essência – Como parte positiva será passarem a ser afetuosas, cuidadoras e protetoras mas de forma saudável. Permite que as pessoas se sintam seguras de si próprias para dar aos outros a liberdade de tomarem as suas decisões. Ajuda a libertar a natureza possessiva e de carência dos outros.

  • ROCK WATER ( Água pura de nascente – “Aqua petra”) – Para pessoas com padrões de exigência rígidos, que se autorreprimem, quase inflexíveis e com o desejo de serem tomados com exemplo. São demasiado duras consigo próprias. São fanáticas em relação a si. Estes padrões tão rígidos, também se revelam como uma inflexibilidade mental e emocional, não exprimindo essas emoções, guardando-as para si. Podem ser pessoas muito religiosas e terem padrões morais elevados e quando não conseguem seguir esses padrões, tornam-se ainda mais exigentes consigo próprias. Gostam do papel de mártir, orgulhando-se dos seus regimes punitivos e estilo de vida severos. 

Efeitos positivos da essência – Esta essência, ajuda as pessoas a relaxar e a serem menos duras consigo mesmas. Permite desfrutar mais da vida, baixando os seus padrões elevados de exigência, para serem mais felizes na sua abordagem da vida. Reduz a autorrecriminação e promove aceitação das várias maneiras de ser dos outros. Ajuda no encontro do equilíbrio físico, mental e emocional saudável, mantendo os princípios morais.

  • VERVAIN (Verbena-silvestre – “Verbena officinalis”) – Tipo de personalidade de pessoas com excesso de entusiasmo, fanatismo, tensão física e mental elevada. Muito trabalhadoras e escrupulosas, com ideais e princípios fixas, muitas vezes com missão na vida de ajudar os outros a perceber que a sua forma de estar é que é a correta. Podem ser religiosas e tentam convencer os outros à sua maneira de pensar. Este excesso de entusiasmo, pode levar a esforçar-se demais que pode trazer tensões de vários tipos (ex: esgotamento nervoso), ou mesmo a ficar frustradas e daí ficarem irritadiças, parecendo nervosas.

Efeitos positivos da essência – Importante para ajudar este tipo de pessoas a abrandar e a aprender a aceitar as dificuldades/contrariedades com uma mente tranquila e filosófica. Começam a aceitar mais os outros e a serem mais abertas e interessadas por outras ideias e crenças, apresentando-se mais relaxadas e sem tensão. Ajuda a viver mais dentro dos seus limites, “recarregando” as baterias regularmente.

  • VINE (Videira – “Vitis vinífera”) – Para pessoas dominantes, com atitude de poder e controlo (tiranos), líderes, autoritários, duros. Dominados por querer liderar e influenciar os outros, que no extremo levam a excesso de poder e autoridade, gostando de controlar de forma manipuladora e egocêntrica (ex: ditador militar para com os seus alternos). O poder e controlo, tornam-se um vício, podendo levar a que os outros a vejam como repugnante e infantil. Despertam emoções fortes nos outros. Fácil de identificar naquelas crianças que gostam de controlar e comandar os outros. 

Efeitos positivos da essência – A sua atuação, vem libertar estas pessoas da necessidade de controlar a vida dos outros, canalizando as suas qualidades inatas de liderança para fins mais positivos. Ficam mais dispostas a ouvir as opiniões dos demais e mais motivadas para os ajudar, tornando-se mais compreensivas e até protetoras.

E desta forma, chegamos ao fim da viagem pelas 38 essências que compõem os Florais de Bach. Como vimos no primeiro artigo, esta é um tipo de terapia emocional que não apresenta riscos sendo uma forma energética de se trabalhar as emoções sem receio. Já começam a existir alguns estudos, embora existindo ainda alguma controvérsia. A nível clínico, tenho conseguido bons resultados e as pessoas têm sentido bastantes benefícios com esta forma terapêutica. Quantas vezes não precisamos daquela ajuda para ultrapassar aquele obstáculo? Os florais podem ser esse “empurrão” emocional. 

Despeço-me com boas energias para todos.
Um abraço do amigo fisioterapeuta/osteopata

João Cardoso

Referências Bibliográficas
Vennells, David (2015). Guia Completo dos Florais de Bach – 38 essências que curam. Editora: Pergaminho.